terça-feira, 20 de setembro de 2016

Upss cortei-me...




Anda uma rapariga à cata de uma pedrinha mais bonita, mais reluzente no meio de uma amálgama de seixos e pedras roladas que possa ter algum significado especial e lhe acrescente a ela valor. Uma coisa assim em bom que lhe desperte o interesse. Encontra uma cheia de brilho, que brilha ao sol, que brilha à chuva, que reflecte o luar e a luz da manhã, acha até por dias que encontrou um diamante. Assim uma coisa extraordinária quase impossível de achar; com dureza 7 para enfrentar as dificuldades da vida, capaz de se deixar lapidar e biselar pela mão certa e apaixonada, capaz de fazer frente a tudo, e lado a lado com ela a todas as outras pedras do caminho. E na volta depois de dar uma volta completa a segurar a dita pedrinha brilhante, repara melhor... é vidro polido, daquele ordinário a quem deram uma esfregadela para ficar brilhante, coisa para não ter qualidade nenhuma, nem merecer o tempo nem a capacidade da rapariga em a segurar. Tanto brilho, e afinal não passa de um calhauzinho com dois olhos.. e dois pés...

Deixa-a cair. Outra mão voltará para a segurar.

15 comentários:

  1. É bem feito. Ninguém te manda escolher as coisas pelas aparências. looool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jedi Master Atomic: Ahhhhhh.....Preferimos sempre o belo, o que brilha, faz parte da condição humana sermos atraídos pelo que nos parece mais bonito.

      Eliminar
    2. Atraídos sim, mas antes de ir de cabeça só porque brilha convém perceber, primeiro, se é mesmo a luz ao fundo do túnel ou se é um comboio que vem contra nós. looool

      Eliminar
    3. Jedi Master Atomic: Neste caso era mesmo um comboio que veio contra mim, fugi antes do embate final...escapei só com umas mazelas.

      Eliminar
  2. A condição humana sente muito o que vê, mas se começarmos a ver e a reparar realmente bem, se o conseguirmos fazer, o que se vê deixa de se sentir tanto...e é o que não se vê a maior perdição...e o verdadeiramente belo. Mas isto sou eu que penso assim...porque já vi muito...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo: Somos atraídos pelo mais belo, o que aos nossos nos parece melhor. Só que o olhar engana.

      Eliminar
  3. É fazer um curativo bem feito, esperar que sare e voltar à cata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla: Sou das que repito com convicção que na vida tudo tem solução... menos a morte. Não morri....

      Eliminar
  4. Apesar do [seu?] (pequeno) corte, o [seu?] texto está sublime
    Parabéns
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria: Muito obrigada. Hei-de sobreviver...

      Eliminar
  5. Texto fantástico, adorei ler. E o que por aí vai de vidro polido.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo: Vidro polido cheio de arestas perigosas...

      Eliminar
  6. ola menina bonita... mesmo sem te conhecer gosto muito de ti, por isso não preciso do teu brilho, as aparências iludem, tudo o que reluz é ouro e nem sempre é verdadeiro ... Marina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mariana: Não quero nada valioso, quero algo que me acrescente brilho.

      Beijinho:))

      Eliminar
    2. Marina* Correcção de erro.

      Eliminar

Diz aí nada ou coisa nenhuma.