sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Espero que esta maldita chuva passe...



Limpa  as feridas, sacode o vestido, ajeita o cabelo, cospe nas mãos e limpa as lágrimas. Caíste? Tens bom remédio, levanta-te. Dizem que os homens não choram e tu sabes que as mulheres de fibra, aquelas que querem ser mais mulheres que as outras, também não. Tens que manter a pose, endireitar a figura, manter a altivez, virar as costas. Seguir o teu caminho. Continuarás a provar ao mundo que nada te afecta, que tu és tu e os outros são paisagem, que a vida continua em frente e que se sobrevive a tudo sempre. Sobrevives sempre. Ninguém quer saber das tuas mágoas, se a vida te pesa ou é leve, se os teus sonhos explodiram no céu em mil pedaços desfeitos em cores, e brilham lá longe. Distantes.

Vais agarrar-te à tua máxima que somos na vida aquilo que deixamos que ela faça connosco, e tu não vais deixar que ela te leve as gargalhadas únicas, a voz de cana rachada a cantar as tuas músicas nas tuas viagens de carro, as imagens de todas as boas recordações, o teu sorriso doce, e o teu olhar profundo de menina repleto de sonhos. A vida pode retirar-te tudo, dar-te cada vez menos, sacanear-te quando menos esperas, espetar-te espadas afiadas, (as tais que tanto temias) ou atirar-te tijolos repetidamente, mas tu não vais deixar que nada seja tudo. Que o que te falta seja apenas o que tu tens. A vida não pára.

Sorri, sabes bem como mereces ser feliz. 

18 comentários:

  1. AC, damos-nos bem connosco próprios e somos peritos a levantar-nos com rapidez, à espera que ninguém tenha dado pela queda. E não desistimos. E vamos melhor sozinhos que mal acompanhados :)

    E temos poucos tão bons amigos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness: Sou perita a levantar-me com rapidez... já não estou de joelhos no chão mas ainda não estou de coluna vertebral direita... mas comecei pelo óbvio... "ganda" estúpida que fui... e isso é tão, mas tão bom começo.

      Gosto muito de mim e da minha companhia e disseste muito bem, mais vale sozinha que acompanhada pela pessoa errada.

      Beijinho sagitariano... estamos quase lá:))

      Eliminar
  2. A força aparece, nem que por momentos vagos, difícil é mantê-la o tempo suficiente para se conseguir pular para fora do buraco!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. L'Enfant Terrible: Vou sair. vou pagar pelo erro. Vou sofrer com isso... mas valeu tudo a pena. Agora é seguir caminho e viver o futuro. O passado ficou lá atrás.

      Eliminar
  3. Beijo grande e um abraço, vá, sorri :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM: Tenho um sorriso único e umas gargalhadas só minhas. Ninguém ri como eu...vou sorrir sim. Não hoje, mas hei-de voltar a sorrir.

      Eliminar
  4. Ora lá está: you can do it
    (É que eu leio os post do mais recente, para trás)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SuperSónica: Há-de ir com tempo... vai demorar tempo... porque foi muito tempo.

      Eliminar
  5. Best friends will always give their shoulder. Here's mine.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Son da Mamã: O teu ombro atravessa um continente e um oceano? És o Hulk pá!

      But thanks!

      Eliminar
    2. Yes he does!!!!
      So far and, yet, so close... :)

      Eliminar
    3. Son da Mamã: Tão british que ele anda, o menino braços gigantes.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Benne: Nunca deixo de mexer os bracinhos e remar.. se parar de remar a correente leva-me para longe da costa e afogo-me.

      Eliminar
  7. Dói sempre!
    Mas uma coisa sabemos passa sempre... e vê o lado bom, ficaste com mais umas lições aprendidas...



    beijoca boa em ti :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sil Maria: Sou um posso de lições.. o pior é que nunca aprendo nada. Volto sempre a fazer o mesmo voluntariamente...(claro que depois não me posso queixar)

      Beijinho gigante. Leio-te e sei-te tão feliz, assim continues por muito e muito tempo. Vê se pões pilhas Duracell nisso.

      Eliminar
  8. Será até quando der.... nem sempre, nem nunca... é a vida!
    Com um sorriso num lado do rosto, e uma lágrima sempre pronta a saltar do outro!
    Que seria da vida com monotonia???
    Jamais posso queixar-me de disso... apesar das lágrimas, das subidas a pulso, eu vivo, sempre vivi, e até agora o cabaz da vida vai enchendo... quantos podem dizer o mesmo???




    Beijoooooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sil Maria: Acredito que pior que perder o que um dia se teve porque se arriscou e não ter perdido nada mas não ter vivido também nada. Nisso somos muito parecidas e cheias de sonhos por viver. É aproveitar enquanto dura, lá para a frente logo se pensa no que vai ser.. e como vai ser. A vida é feita de tantos "ses" sabe-se lá o que vai ser.

      Beijinhooooo.

      Eliminar

Diz aí nada ou coisa nenhuma.