quarta-feira, 27 de abril de 2016

Ora bem...

As fotos possíveis tiradas por mim...




Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência de medo.
Mark Twain

Sobrevivi ao fim de semana de loucos, embora, confesso,  com alguma dificuldade. Aquilo já me parecia difícil em vídeos mas depois de estar lá muito mais difícil se tornou. Mas consegui. Esse era o meu objectivo e foi cumprido! No entanto não fizemos os 20 túneis e as 13 pontes inicialmente previstas porque apercebemo-nos que para tal as 7 horas que tínhamos estipulado com paragens para descanso, reabastecimento, refeições e etc não chegavam e iria cair a noite e nós retidos na montanha, longe de tudo e sem apoio. Tudo isto porque demorámos muito mais a travessar cada ponte do que estava previsto, como tal arranjámos um ponto de fuga e saímos do trajecto antes do fim.

Houve gente que tirou fotos brutais, eu tirei só as fotos possíveis. Não conseguia parar no meio das pontes, queria mesmo era chegar rapidamente e inteira ao fim. Não consegui virar-me para trás, não consegui fazer rotações ao corpo para os lados e tive um medo horrível de cair. Atravessei aquela treta, direita que nem um pau, um pé à frente do outro, alinhados em linha recta a sentir os rebites da viga, sem me mexer muito e quase sem ver a paisagem, olhar para os lados, parar, ou ver o que fosse para além da linha do horizonte 10 metros à minha frente. Foi giro, está feito, mas não penso repetir. E agora vou parar um pouco, realinhar os chakras, os azimutes, corrigir a rota, acalmar a vida e relaxar um pouco. Preciso de descansar, o corpo pede-me alguma folga e paz e eu oiço o o que o meu corpo me diz.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ou corre bem, ou corre mesmo muito mal...


La Fregeneda (Espanha)- Barca D'Alva (Portugal)

Este percurso pedestre que é conhecido pela Rota dos Túneis é feito entre a estação de comboios espanhola de La Fregeneda e a estação portuguesa localizada em Barca D'Alva. Esta linha férrea de rara beleza foi construída no século XIX e abandonada em 1985, tendo sido até a essa data a principal via de acesso entre as cidades do Porto e Paris. Este percurso é constituído por 20 túneis e 13 pontes. O estado de degradação das pontes da rota é elevado e por isso é um percurso não aconselhado a quem tem vertigens ou seja inexperiente em trilhos. A distancia entre a estação espanhola e a portuguesa é de 17 km, 17 km de uma beleza incrível... e túneis cheios de morcegos.

Este fim de semana vai ser por aqui. Somos muitos num grupo animado de gente que gosta de metas e de as superar. Quarenta doidos para ser precisa. Esgotámos este fim de semana a Pousada da Juventude lá do sitio, não há lugar nem para mais um, e sei também que o mini mercado lá da aldeia reforçou o stock de bens. Vai ser divertido, vai ser sobretudo para testar capacidades, superar medos e dificuldades, não das alturas, já que não tenho vertigens, mas medo de sei lá porque razão tropeçar, cair, desequilibrar-me e vir por ali abaixo. A coisa mete-me respeito! Para além dos obstáculos reais - os físicos - todos nós vamos ultrapassar metas nossas, obstáculos pessoais e fazer uma coisa totalmente nova. Eu confesso que tenho medo. Já olhei dezenas de vezes para o mapa do trajecto - 30 km no total divididos por grau de dificuldade e por 3 dias e 3 trilhos diferentes - e confesso que deste túnel que termina numa ponte ferroviária praticamente destruída tenho medo. Medo mesmo, não é receio. Quando me perguntaram se queria fazer seguro (a maioria fez) respondi que não, sobreviver a uma queda aqui é impossível por isso ou corre bem ou corre mesmo muito mal. Sem meio termo. Espero a bem da minha saúde que corra bem.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Puta da criancinha...





Ele deu entrada há vários dias na emergência do meu hospital. Muito mal tratado por acaso. Fracturas várias. E mais uma lesão no baço, complicada, que implicou uma ida ao Bloco Operatório. Diz a polícia que só não morreu por acaso, e porque os vizinhos "ouviram lá em casa a partirem tudo". É tio de uma criança de 6 anos que foi transportada há dias ao Instituto de Medicina Legal para fazer exames porque numa conversa com a mãe afirmou que o tio lhe tinha posto a pilinha no pipi e feito coisas e deitado muito sangue (poupo-vos os detalhes da nojice). Perante o cenário horrível confrontaram de imediato o tio que negou tudo e afirmou ser incapaz de semelhante acto, apresentaram queixa por abusos sexuais, e a criança foi levada para exames médicos, não sei exactamente se por esta ordem. Tivemos hoje a informação que após perícia à criança e exames médico legais o resultado de tudo se revelou negativo. Confrontada a criança com os factos, riu-se, e confirmou que era tudo mentira. A razão para tal foi que o tio lhe tinha batido porque ela estava a empurrar o irmão, como tal tinha inventado tudo para o pai bater no tio também.

E não é que resultou? Agora se o tio que tem apenas 38 anos se safa com vida disto, e se o pai se safa de uns bons anos de cadeia... bom isso são outros quinhentos.

Deixai vir a nós as criancinhas!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Explicado e bem, como se eu tivesse 5 anos...



Bastar ler para perceber o que muitos ainda não perceberam. 



Interessante como com poucas palavras e em meia dúzia de linhas se faz uma previsão muito rigorosa sobre quem anda a enganar quem, quem ainda não enganou quem, e quem irá brevemente enganar quem. Magnifica futurologia sobre este admirável mundo nosso, aquele que gira em torno do ouro negro. E assim vai indo o mundo.

Chegou a minha prima...Vera.





Collect moments not things!

Trilho de 20 km pelas dunas, desde a Fonte da Telha à Lagoa de Albufeira com passagem pela Arriba Fóssil e posterior regresso pela Mata da Apostiça. A boa companhia foi a mesma de sempre, a entreajuda e as gargalhadas também, e até a nossa "Prima Vera" chegou de mansinho, deu um ar de sua graça e brindou-nos com um dia de sol deslumbrante. Quanto à paisagem... bom a paisagem superou tudo e todos, ofereceu-nos um espectáculo irrepreensível e seguramente inesquecível.